WhatsApp Image 2017-07-07 at 19.00.56Oi gente, mas Oi Mesmo!!! Tudo bem? Essa semana o post é meio reflexivo, vocês sabem como é, uma ruga aqui, outra ali e a gente começa as conjecturas: “Como será quando eu for mais velha?” Para entender a 3° idade, bati um papo com a minha avó. Perguntei tudo, e ela respondeu com aquele sorriso maroto, de quem já entende mais da vida.

Passo a apresentar-lhes dona Maria da Penha Almeida Chaves, baiana de nascença e goiana de coração. Uma senhora de 70 anos, viúva, aposentada, mãe de três filhos, avó de três netas e bisavó de cinco bisnetos. Essa moreninha já viveu muita coisa e pode nos ajudar com sua experiência.

Um pouco de prosa

Com a chegada da idade o que aprendeu? Tinha a ilusão em adquirir vários bens materiais. Quando a gente é mais nova, tem muita ambição. Corre de um lado para o outro. Acha que não tem fim, mas não é assim.

Qual foi a maior surpresa que a idade trouxe? Com certeza foi ver a terceira geração da minha família. Eu não pensava olhar meus netos e bisnetos. Deus tem me dado vida.

Qual é a diferença da Penha de hoje para a de 40 anos atrás? Os gostos mudaram. Dava muito valor em sair, namorar, estas coisas. Hoje, o mais importante para mim é a minha família e Deus.

Sobre os filhos, o que aprendeu? Quando era mais nova, queria deixar casa, riqueza para eles, mas a maior riqueza que um pai pode dar é a educação. Senão a pessoa não cresce, não anda com as próprias pernas.

Se pudesse voltar atrás? Queria ter estudado. Fui doméstica. Trabalhava na casa dos outros. O estudo teria me proporcionado um trabalho mais leve.

Quais as mudanças no físico? O corpo não é mais o mesmo, não reage como antigamente. Hoje, ando devagar, sem muito equilíbrio e tenho medo de cair; Não tenho tanta força para trabalhar e minha mente está fraca.

O que tem sido ruim? Ficar sozinha e doente. O que tem sido bom? Estou mais sabia e sinto que sou mais amada.

Dois conselhos? Primeiro, não seja ambicioso, orgulhoso, metido. Não deseje o mal, nem trate os outros mal. Somos todos iguais. Segundo, sofra menos e chore menos. As pessoas destroem a vida preocupadas demais com as coisas deste mundo, não compensa.

14316720_297591470614200_5669327670934435782_n
Costumo brincar que velho não vive, faz hora extra, rsrsrs

O tempo não para

O que aprendi nessa conversa é que o tempo passa rápido demais. Eu pensei que fosse mais devagar. Daí me lembro da música do Legião Urbana que diz 🎶E a cada hora que passa, envelhecemos dez semanas. Vamos lá tudo bem eu só quero me divertir… 🎶 E de José Saramago que aconselha “Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo”. Espero que tenha gostado do post de hoje. Até o próximo.

16901686_1265777603504586_1222479330_n
Vó te amo, obrigada por participar deste post

Obrigada por acompanhar o Blog.

Beijos!!!

Você também vai gostar de Mães são anjos de resgate e Uma breve reflexão – As pessoas sempre têm algo a ensinar

Se você GOSTOU COMPARTILHE o post e me siga nas REDES SOCIAIS:

Facebook Danielly ChavesInstagram Danielly ChavesTwitter Danielly Chaves

Danielly Chaves
Danielly Chaves
daniellychavesoficial@gmail.com
Neste site, compartilho meu modo de enxergar o mundo. Espero que você saia daqui com algumas minhocas na cabeça!! Sou cristã, gosto de música, moda, internet, viajar e ler. Obrigada por acessar!!!

29 thoughts on “Eu pensei que o tempo passava mais devagar”

    1. Não, não mesmo !! O tempo vem passando em uma velocidade de tal forma que nem parei para imaginar você aos 70. Só consigo te ver com seus 23 aninhos de hoje.As rugas uma ali outra acolar, são causada pela chatice do velhinho Jakson.

  1. Dona Penha minha mãe , admirada por todos que ensina e expira a sermos pessoas melhores. Porque o seu amor e dedicação nos constrange. bjs amei o post

  2. Nós podemos aprender muito e errar menos se escutamos os concelhos de quem já viveu mais do que nós. Realmente a gente perde muito tempo com coisas que nao valem a pena. Vamos aproveitar melhor nosso tempo.

Deixe um Comentário