Oi gente, mas Oi mesmo!!!

Se você já leu o slogan desse Blog (abaixo do meu nome) sabe que eu sou fascinada por Steve Jobs. O cara que entendeu como ninguém o público. Jobs tinha uma mente avançada, era centralizador e perfeccionista.

Eu gosto de gente inteligente, que faz poesia, que cria frase de efeito e luta contra o sistema. Admiro líderes criativos que dão valor a produtividade. As pessoas que começaram por baixo, superaram desafios, e tornaram-se grandes me tiram aplausos.

Além de Jobs, outro cara que admiro é Renato Russo. Meu Deus que músicas! A revolta, a ideologia e a sensibilidade de Renato me partem o coração. Ele via o quê quase ninguém vê. É como se ele fosse um alienígena.

Já que admiro tanto esse dois, decidi traçar o perfil deles:

Steve-Jobs.jpg

Steve Jobs
Nasceu em 1955, na cidade de São Francisco. Foi adotado por uma família simples. Aprendeu a gostar de design na oficina do pai. Teve vários empregos e não conseguiu se formar. Na juventude usou drogas. Só se alimentava de verduras, legumes e peixes. Queria ser um monge budista. Andava descalço, tomava poucos banhos e não usava desodorante. Steve é o fundador da Apple. Brigava o tempo todo com a equipe e chegava a humilhar as pessoas. Morreu em 5 de outubro de 2011, com 56 anos, devido a um câncer pancreático. Ele virou filme, documentário e livro.

renato russo

Renato Russo
Nasceu em 1960, na cidade do Rio de Janeiro. Seus pais eram da classe alta. Envolveu-se com a música após uma enfermidade que o deixou entre a cama e a cadeira de rodas. Formou-se em jornalismo. Era bisexual e teve um filho. Os fãs o admiravam veemente, como se ele fosse um deus. Havia até um trocadilho com o nome da banda: Religião Urbana. Era soropositivo e morreu em 11 de outubro de 1996, com 36 anos, devido a complicações causadas pela AIDS. Seu corpo foi cremado. Ele virou filme, documentário e livro.

Saudades

Permitiu Deus que eles fossem embora, deixando órfã nossa cultura. Queríamos mais uma música para chocar a realidade com poesia. Queríamos outros aparelhos que revolucionasse o mundo.

Esses caras pensaram fora da caixinha. Brigaram com muita gente e poucas vezes foram compreendidos. Renato disse em uma entrevista o que resume toda a sua vida: “Sou Anarquista e individualista. Tenho uma visão poética, mas não me considero poeta. Procuro o belo” Jobs falou: “As pessoas não sabem o que querem até mostrarmos a elas.”

Eles dormem agora e o vento bate aqui fora!

Então gostaram do post amigos?

Espero que sim. Eu amo esses caras e apesar de nunca tê-los conhecido, morro de saudade.

E você quem admira?

Deixa aqui nos comentários…

Se você quiser conhecer mais sobre o Steve leia sua biografia, eu super recomendo. Nesse link você pode baixar gratuitamente Steve Jobs – A Biografia – Walter Isaacson

Até o próximo post, tchau!

Danielly Chaves
daniellychavesoficial@gmail.com
Neste site, compartilho meu modo de enxergar o mundo. Espero que você saia daqui com algumas minhocas na cabeça!! Sou cristã, gosto de música, moda, internet, viajar e ler. Obrigada por acessar!!!

16 thoughts on “Dois caras inteligentes que o mundo perdeu”

  1. Fiquei arrepiada seu post me transmitiu toda essa emoção . Porque também amo gente , que faz diferença toca a humanidade, que faz história.bjs gatinha.

  2. Renato Russo foi um cantor com características peculiares. Descreve em a sociedade jovem atual. Um “foguete sem religião” que viveu intensamente cada minuto de sua vida, exceto quando a Aids foi resultado dos transtornos adolescentes e se teancou no quarto olhando para trás e compondo o ultimo CD.

  3. Gostei muiti, aquela musica que tem uma parte bíblica , onde diz “” é só o amor ” é muito bonita e profunda. PARABENS , Dane sucesso !!!

  4. Gosto muito do Steve Jobs, assisti o filme e adorei, entrevistas e etc….

    Entre outros… Mas Jobs me inspira muito, essa é a persistência que devemos ter (aqueles que querem empreender). Não dê ouvidos para os outros, siga seu coração e o desejo de fazer algo.
    Parabéns

    Abraços

Deixe um Comentário